Browsing Tag

tv

Na TV: Black-ish

- series, TV

Esse post é pra você que como eu, assistiu e amou séries como Eu, a patroa e as crianças, Um maluco no pedaço e Todo mundo Odeia o Chris. Black-ish é uma sitcom americana que eu descobri por acaso essa semana no Netflix. A série mostra a vida de uma família negra americana, que tem tudo pra dar certo: um pai bem peculiar, uma mãezona workaholic, filhos que são um show a parte e o brilhantismo de Lawrence Fishbourne no papel de Paps, o avô que mora na casa da piscina.

blackish4Andre é um pai um tanto quanto vaidoso, que vive preocupado com o fato de sua família não ser negra o suficiente. Ele vive preocupado que seus filhos cresçam com um forte senso de identidade cultural, mas nessa sua paranóia diária, ele envolve a si mesmo e à sua família em muitas confusões e situações engraçadas.

blackish2
Me encantei e amei essa série, e preciso dizer, embora a série tenha recebido muitas críticas por tratar de um assunto bem polêmico: questões raciais, eu achei muito divertido! Estereótipos ou não, Andre e sua família vão te fazer dar boas risadas, você provavelmente vai se apaixonar pela maléfica Diane e vai querer todos os looks da Zoey.

A série Black-ish está disponível no Netflix na seção de Comédias.

Na TV: Orphan Black

- series, TV
Olá gente bonita! Como foram de fim de semana? Por aqui, muitas atividades, quase sem tempo pra descansar, mas com certeza muito feliz! A dica hoje é pra quem, como eu, adora séries de TV. Há uns dias atrás, descobri essa série, que foi lançada em 2013, que se chama Orphan Black. Como não sou do tipo que liga pra seriados e filmes de ficção científica, não dei muita bola pra série e deixei pra lá. 
Mas um dia desses, conversando com uma colega de trabalho, ela me contou que estava gostando muito da série e que realmente era boa. Como temos um gosto parecido pra TV, dei uma chance e decidi acompanhar, e não me arrependi. 
A série começa com a história de Sarah Manning, uma órfã de 20 poucos anos com um uma vida bem conturbada. Ela vê, por acaso, o suicídio de uma mulher que tem o rosto exatamente igual ao seu, a detetive Beth Childs. Meio perturbada, Sarah rouba a bolsa da mulher e foge, com a intenção de roubar o dinheiro na conta bancária de Childs e usá-lo para começar uma nova vida com seu irmão adotivo Felix Dawkins e sua filha de 7 anos, Kira. 
Só que Sarah acaba usando a morte de Beth para se livrar de seu ex-namorado, um traficante de drogas chamado Victor, assumindo a identidade da policial. O que ela não imaginava era que ao fazer isso, ela descobriria que faz parte de um experimento científico, se envolvendo em toda uma conspiração sobre clonagem humana. E é aí que a coisa começa a ficar boa. 
Helena, Cosima, Sarah, Rachel e Alison
Com o tempo você vai descobrindo novos clones da Sarah, cada uma com a sua identidade e características próprias. Temos Cosima, uma bióloga nerd, Alison, uma dona de casa toda certinha pero no mucho e Helena, que a gente odeia no começo, mas depois começa a amar, e tantos outros que vão aparecendo pelo caminho. 
A atriz principal da série, Tatiama Maslani, na minha opinião está de parabéns. Não deve ser nada fácil fazer tantas personagens tão diferentes ao mesmo tempo, e de uma forma tão cativante. Sobre simplesmente vai amar  o Clube das Clones. E de uma forma geral, todos os personagens são envolventes, e se eu fosse falar sobre todos os rolos da série aqui, teria que fazer uns 2 posts e continuaria falando. 
Por isso, minha única recomendação vai ser: assistam! Assistam pelo menos 2 episódios antes de desistir, porque a série é de fato muito boa. Palavra! hahaha Espero que vocês curtam a série tanto quanto eu, e se você já assiste/assistiu me conta sua opinião nos comentários! Beijos no coração e até a próxima! 

Na TV: The X Factor USA Finals

- musica

Quem acompanha o blog sabe que sou mais do que fã de Britney Spears e quem me segue no twitter (segue lá @ohtamy) deve ter notado que sou #BritneyArmy. Tava torcendo muito pela Carly, mas devo admitir que a bonitinha tem a vida toda pela frente, e todo aquele talento não vi ser esquecido só porque ela ficou em segundo lugar.

O grande campeão da noite foi Tate Stevens, acredito também que toda a história de vida dele teve um grande peso na conquista dos fãs. Obviamente, nem as meninas do Fifth Harmony (que eu tbm amo demais) nem a Carly têm grades histórias de vida pra comover o povo, são todas adolescentes, que ainda vivem com os pais e estão começando a viver. Digo isso porque acho que em termos de talento, a competição estava apertadíssima, e na minha opinião, toda essa coisa de “vida sofrida” arrecadou muitos fãs pro Tate que se identificaram com a história dele.

Britney disse minutos após o programa no twitter: You are a winner in my eyes tonight @CarlyRoseMusic & I know you’re going to have a very long career… #ProudOfCarly. Traduzindo: Você é uma campeã aos meus olhos Carly e eu sei que você irá ter uma carreira muito longa. Quem me dera ter uma oportunidade dessa e ainda conviver com a princesa do pop quase todo dia hein meu povo? Pra quem não acompanhou a final do reality show, vou deixar aqui embaixo vídeos das performances de ontem e da minha favorita em todo o programa, Fifth Harmony cantando Anything can happen.

A Sony (canal 49 na Net e SKY) transmitiu a final ao vivo ontem a partir das 23h, e hoje vai ao ar a reprise com legendas às 21h.

Preview da 6a temporada de Gossip Girl

- moda, series, TV
Gente, não adianta nem reclamar, GG perdeu o fio da meada mesmo e desandou de vez quando começou toda aquela coisa de NYU e stuff. Nunca mais foi legal, e eu assisti a toda uma quarta temporada esperando por uma reviravolta que fizesse tudo melhorar e voltar a ser a série mais apaixonante e viciante que eu já assisti na vida (leia-se 1a e 2a temporadas), mas isso nunca aconteceu. Mas como fanzoca de Blair Waldorf que sou, tou sempre dando uma espiada nos fansites pra conferir de perto o estilo da eterna rainha B. que também andou desandando por uns tempos, diga-se de passagem. 
Esse fim de semana, nas minhas andanças pela web, me deparei com diversas fotos da 6a e última temporada da série, e os looks realmente estão muito legais, em especial os da nossa bitch favorita, S. e olha que eu nunca curti os look da Serena por achar que é sempre “too much”. Mas essas fotos que eu vi tem mostrado o estilo dela mais maduro e muito mais fashionista, e eu adorei. Dá uma olhada:

Paixonite: Glee

- musica
Faz aproximadamente um mês que a pessoa que vos fala descobriu uma nova paixonite: Glee. Parece que todo o mundo já sofria desse mal, mas eu sempre achei a série meio besta, infantil e além do mais, nunca tive paciência pra musicais. Isso tudo antes de parar pra assistir um episódio inteiro da série. Não sei se foi sorte de assistir logo de cara o episódio da Madonna, ou a simpatia instantânea pela treinadora Sue. Adorei. E no dia seguinte já vi outro, e comecei a amar. Essa semana baixei 30 músicas interpretadas pelo cast do Glee e acreditem, todas as versões são melhores que as originais. Menos Toxic, hahah. Sabe como é, I’m Brit-addicted too. Since I was twelve. 
Não achava que ia gostar da série por ser mais uma série de adolescentes e High School, com todas aquelas roupas de lideres de torcida e jaquetas de time de beisebol e tudo mais. Mas acabei conquistada pelos personagens e pelas canções. E claro, essa coisa que a gente sempre tem na adolescência ou pelo resto da vida de paixão por palco, canto, musica e tudo mais. E também os dramas a linguagem é tudo bem digerível, nada muito forçado e lembra a gente de quando tava no colégio e tinha umas historias bem assim.
Apesar da antipatia gratuita pela Lea Michele e pelo personagem de Matthew Morrison, o professor Will, estou curtindo bastante, mas venho assistindo os episódios de forma aleatória, na Fox. e não acho complicado de entender. É umas das coisas que eu gosto na série, você não tem aquele drama de “AH MEU DEUS PERDI O EPISÓDIO TAL E AGORA NÃO SEI MAIS NADA!!! Adoro ouvir as canções e tenho muitas no meu iPod. Já diz o ditado: antes tarde do que nunca! Mesmo depois de todo mundo, adorei conhecer e me render a Glee! Agora iniciou  a segunda temporada na FOX, e estou acompanhando por lá, acho melhor que baixar e todo mundo senta na sala pra ver. Até o namorado assiste! Adoro!
Um Glee Club é um grupo musical, formado historicamente de vozes masculinas, femininas ou mistas, que é especializada no canto de canções curtas – Glees – no entanto, hoje em dia, são mais conhecidos como espécies de corais, comumente encontrados em colégios americanos e japoneses. A série trata do Clube de Glee Novas Direções, dirigido pelo professor William Schuester e atormentado pela treinadora das cheerleaders, Sue Sylvester. As músicas apresentadas na série são liberadas toda semana no iTunes e já existem mais de três álbuns à venda com as músicas da série, incluindo um CD especial com canções da Madonna e um também especial com canções de Natal. Glee já vendeu mais de cinco milhões de álbuns e já existem DVDs, Blu-ray, jogos para Wii e livros com o nome da série. (wikipedia)
Quando: Quartas, 22h
Onde: FOX, canal 45 na Sky.
Quem faz: Lea Michelle, Diane Agron, Mark Salling, Jane Lynch.