Browsing Tag

na cabeça

Low poo: diário cacheado #1

- beleza

LOWPOO2Oi gente! Quem tem cabelo cacheado com certeza já tentou  no mínimo uma ou duas técnicas diferentes para tentar domar os fios, não é verdade? Eu não sou diferente. Estou sempre em busca de uma nova técnica, um novo produto, uma dica, enfim, qualquer coisa que me ajude a deixar os cachinhos mais bonitos! Fui escrava da chapinha por muitos anos, e isso deixou meu cabelo super frágil. Estou desde ano passado tentando recuperar os fios, mas acabo sempre sendo vencida pelo desânimo e retorno a hábitos não muito saudáveis, a.k.a. chapinha e babyliss.

Mas ontem, de bobeira na internet, vi um artigo sobre low poo e no poo. Sempre tive curiosidade sobre a técnica, e fui ler a respeito. Me encantei com os resultados que vi! Decidi experimentar a técnica do low poo, que na verdade nada mais é do que o uso de produtos sem sulfatos e petrolatos.

Low poo? Mas o que é isso?

Low Poo quer dizer, em uma tradução bem tosquinha, menos shampoo. A cabeleireira Lorraine Massey popularizou a técnica no seu livro Curly Girl. Ela defende a utilização de produtos com agentes de limpeza que não agridem o cabelo. O caso é que a maioria dos produtos que estão no mercado são fabricados com algum tipo de petrolato, uma substância que deixa o cabelo pesado e mascara a saúde dos fios. Você vê o cabelo e parece que está lindo, mas por dentro está tudo igual. E esses petrolatos somente podem ser limpos com produtos com sulfatos que agridem o cabelo, é como uma bola de neve de cabelos infelizes.

Como sei que muitas meninas ficam confusas tanto com Low Poo como com No Poo, resolvi compartilhar minha caminhada com vocês desde o início, fazendo um diário de cabelo mesmo, pra vocês poderem ver comigo, tirarem dúvidas, verem se vai funcionar ou não, vamos embarcar juntas nessa onda!

MEU CABELO HOJE:
antes low poo

Tenho um cabelo com cacho mais aberto, alguma coisa entre os tipos 2C e 3A. Quando era criança tinha cabelo liso e armado, mas na adolescência ele começou a cachear, tipo Taylor Swift uns anos atrás sabe? Hoje o máximo de cachos que consigo é como está na foto:

Meus produtos Low Poo:

Shampoo e condicionador

SHAMPOO PHYTOERVAS LOW POO

Os meus escolhidos foram shampoo e condicionador da Phytoervas, que não tem sulfato, nem silicone, nem parabenos, como já vem especificado no rótulo do produto.

Máscaras de tratamento

LOW POO5

Como agora não usarei mas shampoo com sulfato, não posso mais usar máscaras ou outros cremes que tenham silicones, óleos minerais e alguns outras substâncias que só conseguem ser removidas com o uso de sulfato. Então, precisei comprar produtos que estejam livres dessas substâncias. Meus escolhidos foram a máscara da Clinihair de hidratação profunda e meu amado Rigen, da Alfaparf.

*Comprei a máscara da Monange azul, mas quando cheguei em casa vi que tinha óleo mineral na fórmula. Essa vai pra doação.

Creme de pentear e tônico

LOW POO3

A mesma regrinha que falei acima vale para os cremes leave-in. Nada que contenha petrolatos, parafina, óleo mineral e outros, porque o shampoo sem sulfato não vai limpar esses produtos do seu cabelo, e vai virar tudo uma meleca! Então, comprei o creme de pentear da Monange, que está liberado para a técnica. O tônico da Gota Dourada foi uma dica que vi no blog da Tanara, e que me deixou louca de vontade de testar! Como ele não tem nenhum ingrediente “proibido” tudo bem, vai sair na lavagem com o shampoo novo.

 

Quem se interessar pela técnica, pode participar do grupo No e Low poo iniciantes  do facebook, que tem muitas dicas bacanas e vídeos explicando tudo direitinho, tim tim por tim tim:

Grupo No e Low poo iniciantes | Facebook

Espero que tenham gostado do post meninas! Beijos no coração e até a próxima!

 

Na cabeça: Hidratação Bomba!

- beleza
Oi gente! Então, como vão as cabeleiras por aí? Bom, quem acompanha o blog sabe que eu tenho cabelo, pele e tudo o mais extremamente seco, e tou sempre lutando contra isso. Ano passado encarei um corte de cabelo (a melhor coisa que fiz na vida!) por causa de pontas duplas e extremamente ressecadas, e desde então tenho tentado manter o cabelo legal, mas com todo esse calor, Sol e etc, tem sido bem difícil. Resultado: o cabelo ressecou de novo. 
Daí encontrei essa receitinha in-crí-vel em algum caderninho aqui em casa, super sem querer, e decidi testar, num momento bem desesperada mesmo, e não é que deu certo? Essa hidratação é pra quem está com o cabelo super ressecado, porque ela é MUITO, MUITO  potente. Não faça se você tem cabelo oleoso porque vai pesar, nem se você está com o cabelo OK. Ela é pra quem está com o cabelo seco ou ressecado. Bora ver como faz?
 
Primeiro, os ingredientes: 
  • Azeite de Oliva (pode ser óleo de côco)
  • Bepantol Solução
  • Gelatina incolor sem sabor 
  • Máscara de hidratação de sua preferência
 O primeiro passo é preparar a gelatina de acordo com as instruções do fabricante. Mas geralmente é só acrescentar o conteúdo do pacotinho em 5 colheres de água e levar no microondas por 15 segundos. Mas não deixe de ler as instruções quando comprar. 
Deixe a gelatina esfriar um pouquinho (vai estar fervendo!). Num potinho maior, em que você possa colocar  ocreme de hidratação, misture 3 colheres de sopa de azeite e uma tampinha de Bepantol. Em seguida, e acrescente a gelatina ainda líquida e morna.A mistura vai ficar como na foto. 
Em seguida, acrescente 3 colheres de sua máscara de hidratação preferida. Se seu cabelo for comprido, pode colocar mais. E agora, é misturar tudo muito bem, pra ficar homogêneo.
Sua mistura vai ficar assim. A consistência é bem firme, por causa da gelatina. Ela é rica em colágeno e vai fazer muito bem pra reestruturação do fio do cabelo. Umedeça os cabelos, e enluve muito bem cada mecha, porque depois vai ficar difícil de manusear o caelo, porque a gelatina vai começar a endurecer  seu cabelo vai ficar bem engraçado e duro! 
Coloque uma touca, e deixe agir por aproximadamente uma hora nos fios. Não estranhe o tempo de ação, deixamos a máscara no cabelo bastante tempo para uma melhor ação dos ingredientes. Se você é do tipo que se incomoda com a touca no cabelo, pode deixar por meia hra, mas a ação é melhor com o tempo. Depois é só enxaguar e pronto! Cabelos lindos e brilhosos! 
Da última vez que fiz, precisei lavar o cabelo com shampoo, porque a raíz ficou bem oleosa. Isso é um sinal de que a hidratação já não é adequada pra essa parte do meu cabelo, então agora eu faço apenas no comprimento, deixando a raíz de fora. 

Na cabeça: The Lob (long bob) Hair

- beleza, cabelo

Tenho visto nos últimos dias um grande movimento nas redes sociais de meninas cortando os cabelões para doar para campanhas que ajudam crianças que sofrem com a perda de cabelos durante o processo de quimioterapia. Curiosamente, 90% dessas meninas aderiram ao corte long bob (ou lob, pros mais íntimos), um tipo de corte chanel mais compridinho. O fato é que o long bob chegou pra ser o queridinho do momento, sabe? Quem não lembra da febre do corte Rachel, nos anos 90? Bem por aí. O cabelo lob tá dando o que falar e tem feito a cabeça das estilosas pelo mundo afora.

Onduladas, Lilly Collins e Vicky Beckham
Na minha opinião, é um comprimento muito elegante, do tipo que não tem erro. Fica bem em quase todo mundo, e dá pra estilizar de uma forma mais chique, ou também mais casual e bagunçadinho, e ainda tem o comprimento bom pra prender, o que o torna muito versátil. Fica bem tanto nas lisas como nas crespas, nas loiras, morenas, mechadas, onduladas, é um corte lindo e democrático.
Loiras e crespas Ashley Olsen e Anna Sophia Robb
Na verdade achei o estilo perfeito pro verão, porque você ainda tem cabelo suficiente pra fazer aquelas beach waves dignas de Gisele, mas sem ficar arrastando um picumã na saída da praia. Quem me acompanha nas redes sociais (segue lá no ig, twitter e fb) viu que eu também tentei aderir ao long bob, mas não tive coragem! Não cortava o cabelo há anos e nunca tinha cortado tão curto, então não consegui desapegar tanto! hahaha. Medimos o tamanho long bob na hora H não consegui. Fiz um corte médio pouca coisa maior que o lob, tipo uns 4 dedos. Quando eu uso ele lisinho fica um corte médio lindo, que eu também estou amando!
Ondas glamurosas de Victoria Justice e Mari Ruy Barbosa
Infelizmente não pude fazer o que queria, que era doar o cabelo cortado para a Cabelegria, porque não tinha comprimento de cabelo saudável suficiente, mas quem quiser aderir ao curtinho, se livrar da juba e fazer o bem, pode pedir pro cabeleireiro cortar um rabinho com no mínimo 10cm de cabelo antes de trabalhar no corte e doar pra essa ONG que faz peruquinhas pras crianças que estão perdendo cabelo na quimioterapia.

Basta enviar para o cabelón para o endereço:
Avenida Parada Pinto, 3420, Bl. 06, Ap. 33
Vila Nova Cachoeirinha – São Paulo – SP
CEP: 02611-001

Na cabeça: Cabelos ressecados?

- beleza

Gente, como vocês estão? Eu ando deprimida com o meu cabelo. Meu cabelo de um tempo pra cá entrou em crise de identidade e não sabe mais se é liso, crespo ou cacheado. Cada dia ele acorda não apenas de um jeito, mas de vários jeitos. Eu explico: Tenho mechas de cabelo extremamente crespas, com um tipo de cacho feio, eriçado e ressecado. Daí tenho algumas partes mais pro meio do cabelo que tem um cacho aberto, natural, bonito. Alguns são até brilhosos, queria que fosse todo assim! Mas tem outras mechas do meu cabelo que ficam mais lisas, rebeldes e volumosas. Tá tipo, a maior zona a minha cabeça. 

E a pior parte é que pra ajeitar esse perucão na correria do dia-a-dia, eu tenho que recorrer sempre às ferramentas quentes: ao babyliss, se quiser deixar os cachos do mesmo tamanho, ou então à chapinha, pra deixar tudo liso e igual. Mas com essa  loucura toda, meu cabelo está ficando ressecado, sem brilho e com muito frizz. Ia cortar as pontas de novo, mas tenho até vergonha de chegar no salão com esse cabelo, hahaha. Tem que rir pra não chorar. 
Mas como esperança de pobre é a última que morre, estou recorrendo há alguns tratamentos que posso fazer em casa mesmo (entenda-se: não há tempo para outras coisas) pra tentar melhorar a saúde do meu cabelo. Antigamente eu fazia cronograma e consegui melhorar a saúde do meu cabelo com isso. Mas não tenho saco, com esse frio que tá fazendo, de ficar com touca e cabelo molhado quase todas as noites. Então selecionei pela web à fora algumas receitas que tanto eu quanto minha irmã, que tem o maior picumã da histórias dos cabelos, já testamos em algum ponto da vida e aprovamos. Pra ajudar você que tá passando por esse mesmo dramalhão que eu. Olha só:

Hidratação com Maizena

  • 1 colher de máscara de hidratação 
  • 1 xícara de água 
  • 2 colheres de maisena
  • 1 colher (sobremesa) de açúcar 
  • 1 colher sobremesa de Bepantol Solução

Misture a maizena na água fria e leve ao fogo até engrossar, mezendo sempre pra não embolar. Depois de grosso, apague o fogo e deixa esfriar um pouco. Misture amáscara, o açúcar e o Bepantol e aplique nos cabelos lavados e úmidos. Deixe agir de 30 minutos à 2 horas (quanto mais tempo melhor) enrolado em uma toalha úmida e depois enxágue somente com água. Aplique seu leave-in de preferência.

Umectação com azeite

Coloque um pouco de azeite de oliva num recipiente, e com a ajuda um pincel desses de pintar cabelo, aplique eu todo o cabelo, deixando uns 2 dedos de distância da raiz do cabelo. Deixe agir por umas 2 horas e depois lave o cabelo com shampoo, normalmente. 

Hidratação com Bepantol

  • 3 colheres de creme de tratamento 
  • 1 tampinha de Bepantol Solução

Misture tudo em um recipiente plastico e com nosso melhor amigo, pincel de cabelo, mistura tudo no cabelo, raíz e tudo, e deixa agir por 30 minutos com touca laminada. Enxágue e plique seu leave-in de preferência. 

Agora é jogar pra ver se com o cabelo tão feinho como está, vai recuperar mesmo. Cruzem os dedos por mim meninas! Mil beijos e até o próximo post! 

Na cabeça: Headbands

- moda
Oi meninas! Hoje o papo é sobre uma peça que tem feito a cabeça das blogueiras ultimamente, e que eu pessoalmente amo de paixão, as headbands (ou tiaras, ou arquinhos, ou travessa) ou qualquer nome que a gente queira chamar essa peça que é puro charme e acrescenta um toque de delicadeza em qualquer look.
A nossa embaixadora nacinal das headbands é com certeza a uberblogger Thassia Naves, que depois de Blair Waldorf é a maior fã desse acessório e que consegue incorporà-lo em qualquer penteado, com qualquer look do dia, desde as festas formais até looks do dia-a-dia.

Adoro o estilo dela, e também amo headbands, since Rainha Blair Waldorf até os dias atuais, hahaha. Tenho umas 30 mais ou menos,é um verdadeiro vício. Confesso que acho um acessório dificil de incorporar em look mais dia-a-dia, invejo muito a Thassia nesse sentido.Gosto muito de headbands em looks de inverno, porque com o corpo todo coberto, um toque de brilho ou um acessório faz toda a diferença!
Acredito ser um acessório que ao mesmo tempo que é muito comum, requer um tanto de personalidade, tem que usar sem medo de ser feliz sabe? Sem medo se ser “mulherzinha” ou no meu caso, de parecer uns 10 anos mais nova, rs. Espero que tenham curtido o post! Mil beijos e até o próximo!