Sobre blogueiras e blogares

- Sem categoria
E hoje eu comecei um post. E ele falava de moda, como quase todos. E de repente me deu um branco. E foi uma coisa muito engraçada, porque me deu um desespero, uma angustia, porque eu não sabia sobre o que postar. No momento nenhum conteúdo relevante sobre moda ou beleza me surgia à mente. Mas foi nesse momento de aflição que eu fiquei também pensando porque eu ficava tão nervosa. Afinal, porque toda essa angústia? Porque ficar insistindo em um assunto que não flui? Quantas vezes abandonei a escrita do meu TCC porque o assunto não fluía? Quantas vezes deixei um vestido pela metade porque a costura não estava dando certo, porque as ideias estavam emboladas? E na verdade eu vejo muito disso na blogosfera. Ideias emboladas. Blogs sem conteúdo relevante, sem nada de novo, sem nada a acrescentar. Porque escrever quando não se sabe o que escrever? Ou pior ainda, quando não se tem nada de interessante a oferecer? 
Ultimamente tenho tido uma grande desilusão com o mundo dos blogs. É tanta autopromoção, tanta supervalorização do TER e desvalorização do SER, é tanta parceria e tão pouco conteúdo, é tanta bobagem, que o sentido verdadeiro do blog, que é ser um espaço pessoal, onde a gente fala sobre a gente, sobre o que se gosta, etc. acaba se perdendo. Eu não acho errado querer leitores, eu não acho errado escrever para agradar esses leitores, eu não acho erado ter parceria. Eu acho errado opinião vendida, eu acho errado meninas que se humilham atrás de parcerias, eu acho errado quem faz blog só pra aparecer e ganhar dinheiro. 
Sou mulher e apaixonada por moda. E a vida toda a mídia tentou me convencer que eu não tenho propriedade para escrever ou falar sobre moda porque não tinha grana pra ler a VOGUE, porque nunca tive e ainda não tenho nada de grife no meu guarda-roupa, porque não pude ir para a faculdade de moda. Mas ao mesmo tempo, bombam por aí blogs onde basta ter grana pra ser uma “it” indicada pra falar e dar palestra em eventos sobre o assunto. E os blogs seriam supostamente um espaço onde as meninas podem ver e ler essa pauta a partir do ângulo de quem vive “no mundo real”. Eu mesma me apaixonei por blogs de moda por eles estarem fora da mídia oficial, por mostrarem meninas como eu, que consomem Renner, Marisa e usam make do Avon e da Natura. 
Mas até onde mais o dinheiro vai ser a maior das tags? Até quando meninas vão gastar toda a sua mesada, salário ou o que for em make e roupas de marca só para ter o que mostrar nos seus amados blogs? É preciso pensar. Pensar sobre o que escrevemos e principalmente sobre o que lemos por aí. Deixei de ler muitos it-blogs, deixei de seguir muita F*Hits e confesso que depois de reler Becky Bloom essa semana deixei de acompanhar muitos outros. Percebi que a exibição era muito maior que a informação. Comecei a ler blogs internacionais. Se eu acho um saco ler em outro idioma? Bom, é verdade. Mas além de um exercício, consigo filtrar muito mais conhecimento de moda. Conheci outros blogs nacionais. Blogs que não estão na lista das ITs, mas que sim, tem um ótimo conteúdo. 
Que fique bem claro que esse post não é um repúdio ás blogueiras ricas, ou que se acham ricas, mas sim às meninas que blogam para que todas as meninas achem que tem que ser ricas, que tem que ter esse ou aquele item, que se não fizerem intercâmbio vão perder a adolescência e outras neuras. Esse post é por uma blogosfera que valoriza quem está atrás da tela, seja lendo ou escrevendo um post. E essa tem sido uma máxima pra mim: pensar e pesar antes de escrever. Beijos pra quem leu até aqui. E pra quem quiser ler ótimas leituras sobre esse assunto, de pessoas que escrevem muito melhor do que eu, é só clicar nos links a seguir:
Anterior
Próximo

4 Comments

  • Reply
    Mabs
    1 de agosto de 2012 at 3:18 pm

    Adorei e assino embaixo tudo o que tu disse!

    Teu blog é muito legal e bem feito, adorei ainda mais por ser de RG. 🙂

    Beijos!

    http://www.missmabs.com.br

    Reply

  • Reply
    Lydia Goes
    1 de agosto de 2012 at 3:18 pm

    Nossa, não tinha visto que tinha postagem nova (após a dos jogos olímpicos) e entrei aqui pra escrever pra você, pois acho que nos conhecemos.. Só que vi esse post e fui ler (lógico).
    Menina.. Você parece que leu meus pensamentos ou foi telepatia!!
    Dia desses andei pensando sobre esse tema, pois meu blog coitado estava meio que jogado as traças justamente porque eu andava (e ando) sem muito tempo de pensar em coisas legais pra colocar ali e assim como você, não gosto de postar por postar…
    Adorei o que você escreveu e vou dar uma olhada nos links que você indicou.
    É bem isso mesmo, tem muita gente por aí mantendo blogs sem muito conteúdo e escrevendo sobre moda e afins, com tamanha propriedade como se tivessem passado aaaaaanos a fio estudando sobre.. (o que se percebe em poucas postagens que não!)
    Fico triste em perceber essas coisas e pensar assim. Deve ter muitos que pensam isso de mim também, mas não me considero uma expert nem em moda e nem em nada.. Quando escrevo desse assunto, é baseado em muita pesquisa e muito estudo (estão aí meus dois TCCs para confirmar isso), mas mesmo assim sou consciente que pouco sei e tenho muito, mas muito o que aprender!
    Enfim, fiquei bem feliz depois de ler esse seu post, sério! Meu dia começou bem melhor!!
    ps: vou levar esse assunto a diante no meu cantinho, pois já estava querendo escrever sobre isso e quando postar aviso você! 😉

    Reply

  • Reply
    Yasmin Rosa
    3 de agosto de 2012 at 2:37 am

    ótimo texto Tamy, parabéns! Acho que esse sentimento que tu expressou aí tem passado por muitas leitoras de blogs famosos. Agora elas só escrevem se forem pagas, e não porque é relevante. Mas é muito bom ver que elas estão perdendo leitoras por conta disso, quem sabe assim elas repensem!
    beijão;*

    Reply

  • Reply
    Lydia Goes
    14 de agosto de 2012 at 10:49 am

    voltei aqui pra passar o link da minha postagem com o mesmo assunto, já que havia prometido.. http://arte-a-porter.blogspot.com.br/2012/08/a-epidemia-dos-blogs-de-moda.html

    beijokas

    Reply

  • Deixe seu comentário