Sem categoria

Papo noiva: escolhendo o vestido

Desde pequena sempre achei que seria uma noiva estilo Vera Wang. A maioria das meninas de 10 anos não faz ideia de quem é Vera Wang. Mas eu já sonhava com um vestido dela naquela época. Agora começou a super procura pelo vestido de noiva e honestamente fico cada dia mais surpresa. Comigo mesma e com a industria de casamentos. Tudo relacionado a casamento é extremamente caro e supervalorizado. As pessoas escutam a palavra noiva e relacionam a douradinhas barras de ouro. Um absurdo. Aqui na minha cidade é pior, porque a industria acompanhou os preços do mercado atual, mas esqueceu de acompanhar as tendencias, os estilos, enfim. Fui na loja de noiva e os vestidos eram os mesmos da epoca e que fiz 15 anos. Se quiser mandar fazer um vestido, pra primeiro aluguel, fica a partir de R$1.650,00. A vendedora tendo dito isso, fui pra casa decidida a fazer meu proprio vestido. 
Comprei uma revista de noivas, um revistão na verdade, e fui escolher um modelo. Não encontrei nada que me fizesse gritar. Fui pra web, buscar um modelo Vera Wang. Nada. Já tava triste, achando que se eu não amei um Vera Wang, não ia amar nada, e nunca ia encontrar um vestido. Foi no site da Davids Bridal que eu descobri um vestido maravilhoso do Lazaro. E me apaixonei por todos eles. Ainda não consegui escolher um, mas com certeza vai ser um deles.

Aqui na minha cidade as pessoas e até eu mesma tinha um certo preconceito em mandar fazer o vestido em uma costureira, mas na verdade, hoje só vejo vantagens nisso. Posso escolher o modelo dos meus sonhos e mandar fazer igualzinho, coisa que loja nenhuma me ofereceria. O preço também é bem mais em conta, e o vestido é feito exatamente pra você, no seu corpo, suas medidas. Mas é preciso ter em mente que você não vai poder trocar depois, e precisa prestar muita atenção no seu corpo, pra não comprar um modelo que não favoreça. Eu sugiro ir antes numa loja de alugueis pra experimentar diferentes cortes de vestido e ver qual fica melhor em você. Eu mesmo, achava que queria um vestido evasê, mas quando experimentei um, fiquei uma magrela, muito sem graça. Acabei gostando mas da silhueta princesa, que achava que ia odiar. Mas prestando atenção nesses detalhes, e conversando muito muito muito mesmo com sua costureira, se ela for de confiança, acredito que nada paga a emoção de ter um vestido seu, pra sempre, do jeito que você sonhou. Eu gosto da ideia de ter o vestido comigo, de repente passar de geraçção pra geração… #todassuspiram.
Todas imagens via Google Images

*Hoje tenho uma pequena novidade, importei os posts do meu outro blog, o Vivendo a Dois, pra cá. No inicio me pareceu uma boa ideia separar as coisas, mas observando elhor, não faz nenhum sentido ficar me separando um pouco aqui e um pouco lá, afinal, logo vou estar casada, e não vou dixar de ser eu mesma por isso. Não existe razão em separar a tamy que ama moda, esmalte e todas essas mulherices de que falo aqui no blog da tamy noiva, que gosta de paredes off-white e piso laminado marfim. 

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. tia taaaaaaaaaaaamy, que vestidos lindos.
    não acredito que tá chegando a hora.. *-*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.