Sem categoria

Pronto falei: Ajudem o RS!!!


Chuva sempre é ruim. Não chuvinhas de verão, claro. Eu tô falando de chuva. Chuva mesmo. Desde ontem, tem chovido o equivalente a um ano inteiro de chuvas, e não sou eu que estou falando, e sim os meteorologistas da Universidade. Minha cidade, bem como outras cidades da metade sul do estado, estão completamente alagadas. Algumas declararam caso de calamidade pública. Pessoas perderam suas casas, familiares, seus pertences, tudo o que tnham. E justamente as mais pobres, que moram nas regiões mais afetadas pelo alagamento.

Esta foto não faz juz ao tamanho do problema, poque nessa hora já não estava mais chovendo e essa é uma região mais nobre da cidasde, com melhor escoamento e praticamente sem lixo. Minha indignação maior é que embora as Forças Armadas da região tenham mandado seus homens pra dar ajuda nessas cidades, não é dada a devida importãncia por parte da imprensa. É claro, não estamos no Rio, ou em São Paulo. E é claro, somos do interior.

Idoso caminha com água pela cintura em Rio Grande.
Até mesmo a mídia local, que ontem só falava da enchente, esqueceu-se da tragédia , é claro, o incidente no Japão vende muito mais jornais. Veja, posso estar sendo egoísta, mas o Japão tem o resto do mundo para apoiá-los, mas e quanto a nós? Quem vai divulgarnossos telefones de socorro? Quem vai dizer que as universidades estão recolhendo alimentos, água potável e agasalhos pra essas pessoas? É trágico, que as coisas estejam se desenrolando dessa maneira. 
Moradores se locomovendo através de caíaques, devido ao volume de água nas ruas.
 Meninas, desculpem pelo desabafo, mas a coisa por aqui está mesmo séria. A universidade suspendeu as aulas, as ruas estão intransitáveis e até o Hospital Universitário teve de ser evacuado, pois a água já invadia as salas de cirurgia e todo o primeiro andar. Isso tudo na minha cidade que foi uma das menos afetadas, imagine nas cidades de Turuçu e São Lourenço do Sul, que estão com água a quase dois metros de altura. São cidades pequenas, praticamente sem recursos, que dependem da ajuda de todos os que estiverem dispostos. Pelo menos nós, gauchos, deixemos os demais ajudarem o Japão e vamos nos preocupar com nossos irmãos farroupilhas. Beijo meninas!
Imagens: Jornal Agora e Zero Hora.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.