Sem categoria

Será que vai dar certo?

Férias acabando, uma tristeza. Mas durante esse período que dei uma sumida daqui do blog, aproveitei ao máximo os dias junttinho com o namorado, sem procurar por casas ou apartamentos, sem visitar bancos, nem sequer abrir o caderno Classificados. Férias MESMO! A gente tava merecendo. Um dos nossos programas quase que assíduos nessas férias foram as caminhadas na praia. Quase todos os dias a gente ia caminhar um pouco, pé na areia, ventinho gelado e sol maravilhoso. E muita conversa. De casa até a praia, na orla, e da praia pra casa, muito papo. E acho isso uma das melhores coisas de um relacionamento. Comunicação. E nessa comunicação toda, uma pergunta acabou surgindo: Será que vai dar certo?
Morar junto pode parecer fácil, ou pode parecer um bicho de sete cabeças. Depende só do seu ponto de vista. Ao longo do tempo, chega um ponto na relação que você sente saber tudo sobre seu parceiro. É como se vocês se conhecessem a vida toda. Passam grande parte do tempo juntos, e tudo mais. Sendo assim, será que faz alguma diferença dividir o mesmo teto? 
O período pré-casamento, ou da compra da casa, enfim, são situações estressantes para o casal, porque trazem uma carga de ansiedade que muitas vezes deixa o relacionamento em si mais tenso. O período que vem depois disso, é a parte em que todos esperam curtir o casamento, a vida a dois, a casa nova, enfim. Mas muitas vezesnem tudo são rosas e bate uma insegurança, uma estranheza a essa nova rotina, um medo de nada dar certo, enfim. Acredito eu que a convivência seja a grande vilã desse processo de adaptação. O medo de  ter feito a escolha errada, ou de magoar o parceiro, ou ainda de fazer alguma coisa que possa levar a um rompimento habita o interior de casais que estão começando a vida a dois. Mas esse é o tipo de situação que só o tempo pode resolver.Viver com alguém implica uma cumplicidade, uma amizade, que só o tempo é capaz de desenvolver. 
Por aqui é claro que surgiu essa mesma insegurança: Será que vai dar certo? E se tu nunca conseguires dormir por causa do meu ronco? E se tu te irritar porque eu nunca tampo a pasta de dente? Se a gente brigar por causa da temperatura do ar condicionado? E quando eu quiser ver a Fashion TV e tu quiser ver o Smallville? E se faltar grana? E se eu quiser ir jogar bola? E se tu não quiser ficar sozinha? E se a gente brigar por tudo? E muitos outros “E se”. Mas a verdade nua e crua é que se não nos arriscarmos, nunca vamos ficar sabendo o que pode acontecer. E por isso, não tem receita pra esse tipo de coisa. Sejam felizes e se arrisquem! Eu topei o risco, e logo espero trazer boas novidades! Beijos e fiquem com Deus!

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. É isso aí ninguem é perfeito, mas se existir o amor ele superará todas as coisas..
    Vá em frente!!
    Bjss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.